Os grandes vilões dos videogames

Os grandes vilões dos videogames

Renan Renan 17 jun 2022

Os videogames evoluíram em todos os aspectos com o passar do tempo. Antes, podíamos encará-los como meros passatempos, hoje, alguns jogos são verdadeiras obras de arte. Desde a forma envolvente como os jogamos até a história que eles narram, os games passaram a ser cada vez mais complexos.

Falando mais sobre a história, vamos focar em um elemento importante, os vilões. Dentro dos estudos de “storytelling”, a arte de contar histórias, os antagonistas têm tanta importância quanto os protagonistas. Narrativas que apresentam bons vilões ganham um destaque ainda maior e os personagens são lembrados por muitos. Dito isso, o TudoGames preparou para você uma listagem com alguns dos grandes vilões dos games, que marcaram a história de diversos jogadores, as antagonizando.

Sem mais delongas, utilize os tópicos para navegar:

Casal jogando
Casal jogando

O que define um bom vilão

Vamos iniciar com breves pontos que podem ser utilizados para definir um bom antagonista, em qualquer história, incluindo as narradas nos games.

Motivação

As motivações para os atos praticados por qualquer personagem têm influência direta em como iremos enxergá-lo. Afinal, o propósito é o que move as ações de todos. Com os vilões não é diferente, todos têm um objetivo e são capazes de agir de diversas formas para conclui-lo. Os personagens que serão apresentados na nossa lista têm seus motivos, a maioria deles sombria, e fazem de tudo para conseguirem o que querem.

Originalidade

Um bom vilão também é sempre lembrado pelo quanto consegue ser original. Aqui, vários critérios se aplicam, desde o visual, história, ações, dentre outros. Portanto, não iremos contar com vilões de ideias mais simples, como aqueles que simplesmente querem destruir todo o universo, algo tão repetido em diversas tramas.

Atuação na história

Por fim, o último critério utilizado para caracterizar um bom vilão é a sua eficiência em praticar seus atos, que como resultado, gera a atuação nas histórias. Todos os personagens listados conseguem interferir de forma a atrapalhar consideravelmente a vida dos protagonistas.

Alguns dos vilões mais marcantes dos games

Agora que você já sabe alguns dos principais critérios que podem ser utilizados para classificar os vilões, vamos listar personagens maus que marcaram as histórias dos games. Atenção, a descrição dos personagens pode apresentar spoilers sobre a história dos jogos.

Nemesis – Resident Evil 3

Nemesis, também chamado de Pursuer ou Chaser é um dos vilões mais marcantes da história dos games. Ele aparece pela primeira vez no game que leva seu nome no subtítulo, Resident Evil 3: Nemesis, jogo lançado em setembro de 1999. Posteriormente, ele faz participações em outros jogos da franquia.

No contexto do game, Nemesis é uma arma biológica da espécie “Tyrant”. Desenvolvido por uma filial da empresa “Umbrella Corporation”, seu objetivo é eliminar todos os sobreviventes do incidente ocorrido em Racoon City, incluindo a protagonista do game e seus aliados.

O vilão foi um dos principais responsáveis por firmar a característica de perseguidor, forma como ele age no game. Sendo muito mais forte, veloz, equipado e preparado do que a personagem que controlamos no jogo, superá-lo pode ser um desafio para muitos gamers. Os jogadores guardam na memória momentos aterrorizantes fugindo do poderoso monstro que tinha uma única fala “STARS…”, dita (ou gritada) com uma voz rouca e aterrorizante.

GlaDOS – Portal

GlaDOS (Genetic Lifeform and Disk Operating System) é um robô presente nos games Portal e Portal 2, responsável por toda a manutenção e testes realizados na “Aperture”, empresa fictícia onde ocorrem os games. Inicialmente, sabemos apenas a sua voz, que nos guia com orientações pela jogatina. GlaDOS é dublada por Ellen McLain.

De início, não é possível saber que ela é a vilã do jogo, parece apenas ser uma inteligência artificial que irá nos guiar ao decorrer da história. Porém, aos poucos, ambos os games vão mostrando que a robô está corrompida e foi a responsável pela morte da maioria dos cientistas do laboratório que estamos.

GlaDOS conseguiu hackear todo o sistema na Aperture e assume o controle do laboratório, tornando a vida do protagonista um verdadeiro caos. A personagem se mostra extremamente sarcástica, fazendo piadas sombrias ao longo de todo o game. Essa revolta de uma inteligência artificial é um cenário imaginado por muitos, e extremamente bem executado nos jogos Portal e Portal 2.

Handsome Jack – Borderlands 2

Handsome Jack é o principal antagonista do game Borderlands 2, de 2012. Ele volta a aparecer como um dos protagonistas em Boderlands: The Pre-Sequel, em 2014.

No game, ele é um ditador tirano que assumiu o controle de “Pandora” e de toda a corporação “Hyperion”. Jack tem todos os elementos de um clássico bom vilão, sendo extremamente egoísta, manipulador, arrogante e essencialmente mau. Além disso, o controle sobre a principal empresa no universo do game o dá muito poder, com recursos praticamente ilimitados.

Outra característica que o leva a aparecer na lista é o desenvolvimento que vemos no personagem. Handsome Jack inicia o jogo de maneira totalmente humorística, desprezando a tentativa do protagonista em pará-lo. À medida que avançamos no game ele se mostra preocupado, raivoso e vingativo. Ele também possui um humor ácido e uma atuação impecável de Dameon Clarke, que o interpreta e dubla.

Vaas Motenegro – Far Cry 3

É impossível falar de vilões nos games sem lembrar de Vaas Montenegro, em Far Cry 3. O game de 2012 é um dos maiores sucessos da franquia e de toda a empresa, a Ubisoft. E não é nenhum exagero dizer que Vaas é o personagem mais marcante do jogo, superando com tranquilidade o próprio protagonista que controlamos.

Vaas é o comandante da facção dos piratas existente no jogo e é extremamente cruel. Ele é lembrado por sua insanidade, uma hora está extremamente calmo, falando tranquilamente e segundos após, começa a gritar e agir de forma violenta. Uma das cenas mais memoráveis do personagem, e do jogo, é um monólogo em que ele define exatamente o conceito de insanidade. O vilão é tão marcante que todos os seguintes jogos da franquia focavam em tentar criar antagonistas que fossem tão bons quanto. Porém, Vaas ainda é o mais lembrado entre os gamers.

Vaas é interpretado pelo ator Michael Mando, e a atuação perfeita deve ser sempre lembrada. Michael recentemente ganhou certo espaço nos holofotes, interpretando “Nacho Varga” na série “Better Call Saul”. 

Micah Bell –Red Dead Redemption 2

Micah Bell é um daqueles personagens que descobrimos ser o vilão ao decorrer da história. Ele pode ser considerado o principal antagonista de Red Dead Redemption 2, grande sucesso da “Rockstar Games”, lançado em 2018.

Inicialmente, ele é apenas mais um dos membros da gangue de foras da lei que o protagonista, Arthur Morgan, também faz parte. Porém, ao decorrer do jogo, ele mostra diversas atitudes que levantam desconfiança, tanto do personagem principal quanto de quem está jogando. Micah é extremamente temperamental, imprevisível e responsável por trazer diversos problemas para o seu grupo.

Próximo ao final do game, como é de costume em todo jogo da Rockstar, descobrimos que ele é um grande traidor, que há tempos conspira contra a gangue. Portanto, a forma ofensiva com que ele trata o protagonista ao longo de todo o jogo, não era apenas irônica, como ele poderia justificar. Micah de fato não gosta de Arthur, e consegue corromper o líder do bando, Dutch, a ponto de tomar péssimas atitudes.

A atuação de Peter Blomquist também é destacável, e lembrada na carreira do ator. O personagem é de extrema importância para todo o desenvolvimento da história em Red Dead Redemption 2. Ademais, ele explica diversos motivos para como as coisas são em Red Dead Redemption, jogo anterior que, cronologicamente, se passa depois do segundo game.

Gary Smith – Bully

Gary Smith é o principal antagonista em outro grande sucesso da Rockstar Games, o jogo Bully, de 2006. Inicialmente, ele é um dos melhores amigos do protagonista, Jimmy Hopkins. Ele recebe o personagem principal na escola-internato e mostra o funcionamento de diversas coisas em todo aquele sistema.

No final do primeiro capítulo é revelada uma grande traição, que mostra que todas as ações de Gary eram visando seu próprio benefício e nada mais. Mas os problemas não param por aí, o vilão passa o restante do jogo inteiro manipulando as pessoas e prejudicando a vida de Jimmy. Algumas análises de falas e atitudes do personagem mostram que a Rockstar pode ter tentado retratar sérios transtornos problemáticos no personagem.

A atuação de voz é do ator Peter Vack, sendo um de seus últimos trabalhos conhecidos.

Neo Cortex – toda a saga Crash

Por fim, encerramos nossa lista com um vilão que fez parte da infância de muitos. A primeira aparição do Dr. Neo Cortex é no game Crash Bandicoot, de 1996, um dos primeiros sucessos da “Naughty Dog” . Ele volta a aparecer em todos os games da série, sendo sempre o principal vilão.

Na história do jogo, Neo é quem criou Crash Bandicoot, o protagonista. Após dar vida ao personagem e o treiná-lo por 9 meses, Neo o plano de utilizar Crash como seu servo falha e o vilão tenta eliminá-lo. Ele falha e as batalhas entre Neo e Crash se desenvolvem por todos os jogos da série.  

Neo ganhou lugar em nossa lista por ser extremamente marcante para todos que adoram os jogos de Crash, uma das séries mais clássicas e queridas. A atuação é de Clancy Brown, que consegue transmitir toda a vilania de Neo ao longo dos jogos.

O personagem é um clássico vilão, e pode ser classificado como os insistentes, que jogo após jogo enfrentam o mesmo herói, e falham. Podemos citar outros dois exemplos de vilões que agem de forma parecida, e acabam servindo como menções honrosas na nossa lista:

  • Bowser (toda a franquia de jogos Super Mario);
  • Dr. Eggman (toda a franquia de jogos Sonic).

Esses são alguns dos maiores, e mais marcantes vilões dos videogames de todos os tempos. Os jogos que narram uma história tentam inovar cada vez mais, trazendo personagens complexos e bem desenvolvidos. Afinal, os games se tornaram uma das melhores maneiras de se contar uma história e, antagonistas são fundamentais para boas histórias.

Mantenha-se sempre ligado conosco no TudoGames para mais publicações diversas sobre todo o universo gamer.

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos