O que é NFT

O que é NFT

Renan Renan 26 jan 2022

Você já pensou na possibilidade de ganhar dinheiro com arte digital? Saiba que isso se tornou real para muitos artistas ao redor do mundo. Converter as obras em NFTs, as “Non-fungible tokens”, e vendê-las no universo digital, tornou-se uma opção bastante rentável para diversos criadores.

Mas, afinal, o que é um NFT? Como ele funciona e quais as suas aplicações? Nessa postagem, iremos responder a essas perguntas, cada vez mais comuns à medida que o conceito se torna popular.

Então, me acompanhe:

NFT imagem de divulgação
NFT imagem de divulgação

O que é um NFT?

Como já dito, a sigla significa “Non-fungible token”, que se traduz para “token não fungível”, mas vamos entender o que isso significa. Na prática, esses tokens são representações de produtos no universo digital. E não é só isso, pois o NFT também serve como um identificador único e indicador de posse à bens digitais.

Quanto ao “não fungível”, é o que irá diferenciar um NFT de uma criptomoeda, por exemplo. A moeda é um bem fungível, pois é possível fracioná-la e suas partes, juntas ou separadas, terão o mesmo valor, enquanto um NFT é único. Traduzindo para um exemplo mais conhecido: suponha que você tem uma nota de R$100,00 e troca por duas de R$50,00, as cédulas são exemplos de uma moeda fungível, afinal, tanto a de 100 quanto a de 50 possuem o mesmo valor. Agora, suponha que você tem dois apartamentos avaliados em R$50.000,00, apesar de possuírem o mesmo valor, você não pode uní-los e dizer que tem um imóvel no valor de R$100.000,00 e, claro, cada apartamento tem suas diferenças, algo único que diferencia um do outro.

Apesar de não ser uma moeda, um NFT passa a ter valor quando mais de uma pessoa concorda com isso, exatamente como uma moeda. Atualmente, alguns NFTs são negociados por grande quantia de dinheiro, devido a muitas pessoas concordarem que eles possuem esse valor. E, normalmente, o dinheiro usado para comprar os NFTs são as já citadas criptomoedas.

Como funciona um NFT?

Vamos então entender um pouco mais sobre a funcionabilidade de um NFT. Os NFTs são criados e armazenados em redes, chamadas “blockchain”. E o que são essas redes?

“Blockchain”

“Blockchain” é uma tecnologia de banco de dados que inclui quase todas as criptomoedas. Ele serve para armazenar quaisquer tipos de informações digitais. Diferente de um banco de dados convencional, ele funciona de maneira descentralizada. Isso significa que as informações não serão mantidas em um único local, mas sim, ficam espalhadas por toda uma rede, em diversas cópias idênticas.

O funcionamento dos NFTs

Então, os Non-fungible tokens, existem nessa rede gigante de dados, e a sua propriedade pode ser facilmente verificada e rastreada. Porém, o detentor do token pode permanecer anônimo, sendo esse outro diferencial da rede “blockchain” em relação a uma convencional.

Existem diversas formas de produtos digitais que podem ser transformados em tokens, como obras de arte, vídeos, capturas de texto e, até mesmo, itens em jogos, o que veremos um pouco mais adiante.

Lembrando que, ao comprar um NFT, você não necessariamente passará a ter os direitos autorais da obra. Em um exemplo no mundo físico, se você compra um CD de música que é uma edição limitada, você não passa a ter os direitos àquelas músicas, apenas possui um produto exclusivo. O que lhe é atribuído ao comprar um NFT é um certificado, e você passa a ser o detentor daquele produto, dentro dessa rede de dados e, o mais importante, apenas o token original irá possuir valor para comercialização.

Os jogos NFT

Agora, falaremos um pouco mais sobre uma das aplicações de NFT que mais é utilizada. Os NFTs no universo gamer. Com a popularização das criptomoedas e dos tokens não fungíveis, outro meio que também cresce constantemente, o dos games, passou a implementar os produtos de “blockchain” nos jogos eletrônicos.

Como praticamente qualquer coisa pode ser transformada em um NFT, são feitas diversas aplicações dentro dos jogos, seja em itens dentro do game, cosméticos (conhecidas como “skins”), etc, as possibilidades são muitas.

Além de observarmos a implementação do sistema surgindo dentro de alguns jogos que já existiam, tornou-se comum, também, a criação de jogos focados em NFT e criptomoedas. São os jogos chamados “play to earn”, em tradução, “jogue para ganhar”. Dentro desses games, o jogador consegue coletar itens que são tokens não fungíveis, e pode negociá-los no “blockchain”. Também há a possibilidade de usar o game para minerar criptomoedas.

As controvérsias sobre NFT

Principalmente por se tratar de uma tecnologia nova, ainda existem diversas dúvidas sobre o universo dos NFTs e das criptomoedas. Muitos criticam os impactos ambientais que manter esses sistemas funcionando gera, afinal, manter as redes de “blockchain” online exige um grande uso de energia elétrica para o funcionamento dos equipamentos.

Além disso, muitas pessoas ridicularizam os NFTs, pela facilidade de cópia que há na internet. Qualquer um pode tirar uma “screenshot” de uma imagem NFT. Porém, quem defende os tokens ressalta que isso não garante a posse daquele item, seria como tirar uma foto de uma grande obra de arte, como a Monalisa, não passaria de um registro, apenas uma cópia.

O futuro dos Non-fungible tokens

Ainda sabemos pouco sobre o que irá acontecer com os NFTs, quais serão suas possíveis aplicações e o quão importante, de fato, eles serão no futuro. Bem como toda tecnologia que surge, algumas pessoas vão defender e outras, criticar.

Mas, é fato que esse mercado já movimentou uma quantia grande de dinheiro há registro de NFTs vendidas por dezenas de milhões de dólares, e, tal como uma obra de arte, vale lembrar que seu valor é subjetivo sendo atingido quando pelo menos duas pessoas concordam com ele.

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos