A cronologia God of War: como jogar a saga

A cronologia God of War: como jogar a saga

Renan Renan 05 ago 2022

God of War é uma das mais populares franquias de videogames de todos os tempos. A saga de ação e aventura, criada por David Jaffe, é desenvolvida há 17 anos pela Santa Monica Studio e publicada pela Sony como exclusiva de seus consoles PlayStation. Ao todo, tivemos 7 títulos, com a grande maioria deles fazendo muito sucesso.

Em 2022, devemos ter o oitavo jogo, God of War: Ragnarok, que continua a saga de Kratos e seu filho Atreus. Este será o game mais recente, tanto em lançamento quanto em cronologia na narrativa. Mas, você sabe exatamente como os acontecimentos de GoW acontecem? Para entrar no clima para o Ragnarok, nós do TudoGames listaremos para você todos os títulos da saga, em ordem cronológica. Sendo assim, você que deseja jogar todos os games e se preparar para a continuação, saberá, de uma vez por todas, qual ordem seguir!

Navegue pelos tópicos que criamos:

God of War
Prepare-se para o God of War: Ragnarok descobrindo como jogar cronologicamente todos os games da saga!

Jogos de God of War em ordem de lançamento

Primeiramente, vamos apenas listar todos os títulos da franquia na ordem em que eles foram lançados. Aqui, você encontrará apenas os nomes dos jogos, sem mais detalhes. A ordem de lançamento dos games da saga God of War é:

  • God of War (2005);
  • God of War II (2007);
  • God of War: Chains of Olympus (2008);
  • God of War III (2010);
  • God of War: Ghost of Sparta (2010);
  • God of War: Ascension (2013);
  • God of War (2018);
  • God of War: Ragnarok (2022).

Jogos de God of War em ordem cronológica

Agora, vamos ver qual a ordem correta para se jogar os games da franquia, caso você queira acompanhar a história cronologicamente. Junto com a listagem dos títulos, traremos um breve resumo da trama para que você se oriente. Note que pode haver “spoilers” já que falaremos de todos os jogos.

God of War: Ascension

Apesar de lançado em 2013, sendo o sexto game da franquia, God of War: Ascension é o primeiro quando falamos em cronologia. Nele, acompanhamos Kratos quebrando o seu juramento com Ares, o original “Deus da Guerra”. Posteriormente, o protagonista viria a conquistar esse título, que batiza também todos os jogos

Na história, Kratos descobre que para conseguir romper o laço com Ares, deve derrotar as “três Fúrias”: Megera, Tisífone e Alecto. E é com esse foco que a história se desenvolve. O game não apresenta informações tão importantes para o desenvolvimento da história. Porém, funciona muito bem como um “prólogo” para mostrar a origem dos conflitos entre Kratos e os outros Deuses da Grécia.

O jogo era um exclusivo do console PlayStation 3, mas hoje já pode ser jogado no PS4 e PS5.

God of War: Chains of Olympus

Chains of Olympus foi lançado em 2008, sendo o terceiro jogo da franquia. Cronologicamente, podemos dizer que ele vem logo após “Ascension”, antecedendo o primeiro game.

O jogo inicia mostrando Kratos à procura de Hélio, o deus sol, para evitar que a névoa negra de Morfeu se espalhe pelo mundo. O protagonista vai até o submundo e, ao decorrer da história, precisa abdicar de seus poderes para ficar com sua filha. Ele então descobre que foi vítima de uma armação de Perséfone, esposa de Hades, que deseja matar todos no Monte Olimpo com a ajuda do titã Atlas.

Mais uma vez, as informações dessa narrativa não são essenciais, mas muito interessantes para o desenvolvimento do personagem e dos conflitos da saga.

O jogo foi lançado para PSP e depois adaptado para PS3. Hoje, pode ser jogado também no PS4.

God of War

Chegamos ao primeiro jogo da saga, lançado para PS2 em 2005. Boa parte da narrativa do game é mostrada em forma de flashbacks, apresentando acontecimentos entre “Chains of Olympus” e o primeiro jogo. A primeira cena é icônica e mostra Kratos se jogando do monte mais alto de toda a Grécia, narrando os motivos que levaram o personagem ao ato.

Podemos dizer que o ponto crucial mostrado na história é quando Kratos é mandado em uma missão para atacar uma cidade e mata, por acidente, sua esposa e sua filha. Posteriormente, descobrimos que tudo foi armado por Ares. O deus da guerra colocou propositalmente a família de Kratos naquele vilarejo. Assim, Kratos perderia todos os seus vínculos “humanos”, se tornando o guerreiro perfeito.

Então, o protagonista se revolta com os deuses e jura vingança a todos. Ao final do jogo, ele abre a Caixa de Pandora, conseguindo o poder necessário para derrotar Ares. Todavia, como consequência, diversos males são lançados ao mundo, algo que se desenvolveria nos games futuros.

É possível jogar o primeiro jogo no PlayStation 2, 3, 4 e 5. Versões remasterizadas foram lançadas para os consoles mais recentes.

God of War: Ghost of Sparta

Ghost of Sparta foi lançado em 2010, sendo o quinto jogo da saga. Ele ocupa o quarto lugar na cronologia, narrando fatos entre o primeiro e o segundo game. O game foi desenvolvido pela Ready at Dawn, sendo o único que não conta com a Santa Monica Studios em sua criação.

Na história, podemos ver mais do envolvimento de Kratos e sua família, conhecendo a mãe e o irmão desaparecido do personagem. A história mostra Ares e Atenas sequestrando o irmão de Kratos após receberem a informação de um oráculo de que o Olimpo seria devastado por um guerreiro com certa marca, que ele possuía.

Tudo isso em flashbacks, pois, no presente, vemos Kratos indo até o templo de Poseidon, onde descobre que sua mãe ainda está viva. Porém, ela vira um monstro durante a conversa e Kratos acaba tendo que derrotá-la.

Posteriormente, ele também se encontra com seu irmão e eles brigam, fazem as pazes e enfrentam Thanatos juntos. O irmão de Kratos morre no combate e, então, ele jura vingança novamente a todos os deuses do Olimpo. Aqui, temos uma conexão direta com o início do segundo jogo.

Ghost of Sparta também recebeu adaptações e pode ser jogado em qualquer PlayStation a partir do 3.

God of War II

God of War II é o segundo jogo da franquia, lançado em 2007. Cronologicamente, ele mostra os fatos um pouco após o final de Ghost of Sparta. Agora, Kratos acabara de assumir o posto de Deus da Guerra e inicia ataques a cidades protegidas por outros deuses.

O espartano busca vingança por todo o mal que as entidades fizeram a ele e sua família, em memória de sua esposa, filha, mãe e irmão. Entretanto, durante um ataque à cidade de Rhodes, Kratos perde todos seus poderes para um artefato enviado por Zeus.

Então, o protagonista é lançado ao submundo, de onde é resgatado pela titã Gaia, com quem faz uma aliança. Posteriormente, ele se encontra com Atlas, outrora seu inimigo, mas o ódio mútuo dos dois pelos deuses faz com que também unam forças.

Kratos enfrenta e derrota as Irmãs do Destino, conseguindo poderes para voltar no tempo e impedir que Zeus retirasse seus poderes, como ocorre no início da trama. Ele acaba descobrindo que, na verdade, é filho de Zeus e, após derrotá-lo, volta novamente no tempo.

Dessa vez, ele vai até a grande guerra entre deuses e titãs, onde se desenrolam os acontecimentos de God of War III.

God of War II foi lançado para PS2, mas hoje pode ser jogado em qualquer console da Sony posterior a este.

God of War III

O quarto jogo lançado da franquia, em 2010, é o sexto na sua cronologia e acontece logo após o término de God of War II. Como já falamos anteriormente, Kratos está na guerra entre deuses e titãs, na qual ajudará os gigantes a vencer.

Logo na primeira batalha, ele mata Poseidon. Após isso, viaja até o submundo para derrotar Hades. Kratos está extremamente poderoso e fica ainda mais a cada Deus que derrota. Nesse jogo, ele faz um verdadeiro massacre no Olimpo, exatamente como havia prometido.

Kratos mata um a um : Hélio, Hermes, Hércules, Hefesto, Hera e Cronos. Por fim, chega o grande combate contra seu pai, Zeus. Os dois estão lutando dentro do corpo da titã Gaia e, ao fim do combate, Kratos mata Zeus, perfurando, sem querer, o coração de sua aliada titã ao mesmo tempo.

Após isso, Zeus retorna em forma de espírito para mais um combate. Kratos o vence novamente, porém, Atena aparece e pede os poderes do Deus da Guerra para reconstruir um novo mundo. O protagonista, então, decide tirar a sua própria vida, por achar que novamente estava sendo manipulado pelos deuses.

God of War (2018)

O game de 2018 é o sétimo, tanto em lançamento quanto cronologicamente. Porém, de certa forma, funciona como um reboot, um recomeço da história. Isso porque agora vemos Kratos bem mais velho, vivendo em um mundo totalmente diferente, com um novo personagem, seu filho Atreus.

E, dessa vez, Kratos está muito longe da Grécia, onde ocorrem todos os acontecimentos dos jogos anteriores. O game se passa na mitologia Nórdica, e narra histórias totalmente novas. Há muito que não foi respondido desde o final de God of War III, onde, como vimos, Kratos causa a sua própria morte.

Agora o fantasma de esparta tenta viver uma vida totalmente diferente, se afastando dos fantasmas do seu passado. Ao longo da história, no entanto, vemos que seus feitos não foram esquecidos. Lembranças assombram o protagonista, que tenta esconder tudo que o atormenta de seu filho. Outros personagens que encontramos na narrativa também citam alguns acontecimentos que, para eles, são boatos e histórias que ouviram.

A história mostra uma jornada de Kratos e Atreus, seu filho, para levar as cinzas da mãe do garoto para serem jogadas do ponto mais alto dentre todos os reinos. Kratos está treinando seu filho para essa missão, que seria extremamente difícil.

Porém, um dia, Kratos é atacado por um estranho, que posteriormente descobrimos ser o deus nórdico Baldur. Após lutar enquanto é questionado sobre o passado, ele percebe que, ali, ele e seu filho correm perigo, e decide partir prematuramente para a missão.

Muitas coisas acontecem durante a jornada, desde o adoecimento de Atreus até o encontro com importantes deuses da mitologia nórdica. Ao final do game (cuidado com spoilers) descobrimos que a falecida esposa de Kratos na verdade era uma gigante. Portanto, Atreus é metade Deus e metade gigante. Além disso, seu nome originalmente seria Loki, um personagem conhecido na mitologia nórdica, introduzido de maneira totalmente diferente pelo game.

O final do jogo é gancho para o próximo lançamento e, no trailer, vemos Thor, filho de Odin, encontrando e confrontando Kratos para um combate.

God of War pode ser jogado no PlayStation 4, 5 e PC.

God of War: Ragnarok

O oitavo jogo da saga, cronologicamente e em ordem de lançamento, deve chegar para Playstation 4 e 5 em 2022. A história deve continuar exatamente de onde parou no último título, com o combate entre Kratos e Thor.

Além disso, esperamos que o jogo responda as duvidas sobre o que aconteceu entre o final de “God of War III” e o game de 2018. Como de costume na saga, pode ser que isso seja mostrado através de flashbacks.

Portanto, essa é a ordem para você que deseja jogar todos os games da saga God of War e acompanhar a história de forma cronológica. É possível terminar todos os games tranquilamente, se preparando para God of War: Ragnarok. Afinal, o novo jogo ainda não tem data de lançamento definido.

Para mais artigos completos, sobre games clássicos, sagas e novidades do universo dos jogos, fique sempre ligado no TudoGames.

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos